Capacitação

Quais são as doenças relacionadas ao sistema cardiovascular?

Doenças relacionadas ao sistema cardiovascular

Talvez você não saiba, mas alguns problemas cardiovasculares estão no topo das principais causas de morte de brasileiros. São eles: a doença isquêmica do coração e cerebrovascular.

Durante a graduação, você deve ter estudado profundamente os diversos aparelhos do corpo humano, mas é na pós-graduação em cardiologia que poderá aprofundar o seu conhecimento sobre as doenças relacionadas ao sistema cardiovascular, seus sintomas e tratamentos.

Estas doenças são tão graves que estabeleceu-se o dia 29 de setembro como o Dia Mundial do Coração, data usada para conscientizar a sociedade sobre os cuidados com o sistema cardiovascular e da necessidade de realizar exames periódicos.

Aqui no Centro de Desenvolvimento da Medicina (CDM) temos como objetivo te apresentar diversas características das áreas de especialização para que você tenha segurança em decidir qual a pós-graduação que fará.

Desta vez, vamos detalhar aqui quais são as principais doenças relacionadas ao sistema cardiovascular, os fatores de risco e possíveis tratamentos. Leia até o fim!

Veja também: O que é o Revalida?

Principais doenças relacionadas ao sistema cardiovascular

O sistema cardiovascular, também conhecido como circulatório, é composto pelo coração e vasos sanguíneos. Ele é responsável por transportar o sangue pelo corpo humano, abastecendo as células com nutrientes e oxigênio.

Sedentarismo, obesidade, estresse, tabagismo, alcoolismo, diabetes e hipertensão são alguns dos problemas que podem levar ao entupimento de veias ou mesmo afetar o bom funcionamento do coração, levando ao surgimento de algumas das doenças relacionadas ao sistema cardiovascular.

Após fazer a graduação em Medicina, o profissional deve fazer uma pós-graduação em cardiologia e depois mais dois anos de Residência Médica, com duração de 4.000 horas. Desta forma, ele estará apto a diagnosticar os fatores de risco, identificar os sintomas e os melhores tratamentos para o paciente. 

Veja abaixo alguns detalhes sobre as principais doenças relacionadas ao sistema cardiovascular.

Pressão alta

Também chamada de hipertensão arterial, a pressão alta é uma dos problemas cardiovasculares mais comuns. Estima-se que 1 em cada 4 brasileiros são hipertensos e que boa parte nem mesmo sabe disso.

A doença se caracteriza por níveis elevados de pressão cardíaca, o que faz com que o coração e os vasos sanguíneos fiquem sobrecarregados e não consigam realizar suas funções. Essa enfermidade é silenciosa e nem todos os pacientes apresentam sintomas.

O cardiologista precisa avaliar a predisposição genética (ou seja, filhos de pais hipertensos possuem mais chances de desenvolverem a doença), o consumo excessivo de sal e outros alimentos não saudáveis e o sedentarismo do paciente para um diagnóstico correto..

A pressão alta não possui cura, mas pode ser tratada com a ajuda de medicamentos, reeducação alimentar (especialmente a redução no consumo de sal) e exercícios físicos regulares.

Ataque cardíaco

Algumas pessoas conhecem esse problema pelo nome de Infarto Agudo do Miocárdio (IAM) ou simplesmente infarto. Ele é outra dentre as doenças relacionadas ao sistema cardiovascular e a mais fatal de todas.

O ataque cardíaco acontece quando o fluxo de sangue é interrompido por muito tempo, geralmente por conta de obstrução das veias.

Suas causas são similares às da pressão alta, com fatores como tabagismo, alcoolismo e colesterol alto contribuindo para que ele ocorra.

O tratamento é feito por meio de medicamentos, reeducação alimentar e exercícios físicos regulares, mas cirurgias de emergência podem ser necessárias em casos mais graves da doença.

Derrame

Também chamado de Acidente Vascular Cerebral (AVC) ou doença cerebrovascular. O derrame é uma das doenças relacionadas ao sistema cardiovascular mais fatais e com sequelas graves para aqueles que sobrevivem.

O derrame acontece quando o sangue que carrega oxigênio, não é capaz de chegar ao cérebro para mantê-lo realizando suas funções. O tempo é o maior inimigo desta enfermidade, já que, quanto antes o socorro for recebido, menores serão as sequelas para o paciente.

Os sintomas mais frequentes são a fraqueza, formigamento dos membros e do rosto, confusão, alteração no equilíbrio e dor de cabeça súbita.

Angina

Este distúrbio preocupa muito pois tem características próprias que indicam graves riscos ao paciente e também pode aparecer como sintomas de outras doenças do coração.

A angina é a sensação de peso, aperto ou dor no peito. O motivo para isso é a súbita diminuição do fluxo de sangue para o coração, o que pode ser causado por uma série de diferentes fatores, muitos deles também relacionados ao ataque cardíaco e ao derrame.

Alguns fatores contribuem para que a angina ocorra, como: idade avançada, diabetes, pressão alta, sedentarismo e altos níveis de colesterol. Ela ocorre, especialmente, quando se realiza esforços físicos elevados ou diante de fortes emoções.

Se a angina for caracterizada como estável e não estiver relacionada a outras doenças, é recomendado o repouso. Em outros casos, pode ser necessário o uso de medicamentos e mudança de hábitos cotidianos.

Insuficiência cardíaca

Este problema é caracterizado, principalmente, pelo enfraquecimento do músculo do coração, o que dificulta o sangue a ser bombeado para o restante do corpo. É uma das doenças relacionadas ao sistema cardiovascular mais comuns e graves.

A insuficiência cardíaca é comum em pessoas que possuem pressão alta e outras doenças. Por conta disso, comorbidades se tornam fatores de risco.

Os principais sintomas da insuficiência cardíaca são o cansaço, inchaço nas pernas e nos pés e falta de ar. Ela pode ser tratada com a ajuda de medicamentos, prática de exercícios físicos e reeducação alimentar focada na redução do consumo do sal.

Valorização do médico cardiologista

Dados do Ministério da Saúde apontam que 300 mil brasileiros sofrem de Infarto Agudo do Miocárdio (IAM) por ano, o que resulta em óbito em 30% dos casos.

Esse número é alarmante e reforça a importância do cardiologista para a sociedade, além da adoção de boas práticas para garantir a longevidade e o bem-estar da população.

Para atuar nessa área, você precisará investir constantemente em atualização sobre procedimentos, medicamentos e alta tecnologia para tratar os casos ambulatoriais, graves e agudos.

Caso esta seja a sua primeira visita ao blog do Centro de Desenvolvimento da Medicina (CDM), saiba que o nosso foco é fornecer conhecimento adicional para completar a sua formação médica por meio de cursos de especialização ou de atualização.

Além de conhecer as principais doenças relacionadas ao sistema cardiovascular, saiba que você pode seguir nossos perfis no Instagram e no LinkedIn e acompanhar nossos conteúdos especiais.

Em alta

O que é esclerose subcondral?

Doutor, você já ouviu a falar sobre a Esclerose Subcondral? Ela é uma doença óssea muito comum. Mas, você sabe como diagnosticá-la? Entenda!

Ler matéria

Quais são os 4 tipos de hipersensibilidade?

Considerada como um distúrbio, a hipersensibilidade pode ocasionar diversos danos graves ao seu paciente. Confira os 4 principais tipos!

Ler matéria

Quais são os planos de delimitação do corpo humano?

Você sabia que o corpo humano é referenciado de acordo com três planos mutuamente ortogonais? Confira quais são os planos de delimitação!

Ler matéria

O que é arritmia supraventricular isolada?

A Arritmia Supraventricular Isolada é uma condição cardíaca que afeta o ritmo do coração e suas variações. Conheça os riscos e tratamentos!

Ler matéria

Como coletar gasometria arterial?

Está com dúvida de como coletar a gasometria arterial? Ela é realizada por meio da punção na artéria do paciente. Saiba dominar essa técnica!

Ler matéria

Quais doenças o exame FAN detecta e quando solicitar ao paciente?

Feito a partir da análise de uma amostra de sangue do paciente o exame FAN ajuda a diagnosticar doenças autoimunes como a lúpus. Saiba mais!

Ler matéria

Outras matérias

Quais são síndromes hipertensivas da gestação?

Quais são as síndromes hipertensivas na gestação e como proceder em cada caso?

Dentre as síndromes hipertensivas na gestação estão a Pré-Eclâmpsia e a Síndrome de HELLP. Saiba mais e veja orientações para o seu paciente!

Quais as melhores residências em clinica medica

Quais são as melhores residências em clínica médica?

Quer saber quais são as melhores residências em clínica médica? Preparamos 7 dicas que podem te orientar na escolha mais adequada. Entenda!

Qual a diferença entre residência e pós-graduação

Qual é a diferença entre residência e pós-graduação? Entenda agora

Você conhece a diferença entre a residência e uma pós? Saiba agora como elas funcionam e veja as áreas mais concorridas para se aperfeiçoar!

Funções do conselho regional de medicina

Quais são as funções do Conselho Regional de Medicina?

Boa parte das profissões possuem um órgão responsável por organizar, fiscalizar e regulamentar as suas atividades. Entenda a função do CRM!