Capacitação

Quais são os planos de delimitação do corpo humano?

Quais os planos de delimitação do corpo humano

Uma das áreas de estudo mais complexas da medicina é a anatomia, já que ela está envolvida em praticamente todas as especialidades. Ela é uma ciência, parte dos estudos da Biologia, que trabalha a organização estrutural dos seres vivos. Ou seja, seus corpos.

É importante fazer a ressalva que, apesar da palavra “anatomia” ser utilizada como sinônimo de anatomia humana, isso não é verdade. Alguns campos da Biologia estudam as estruturas de animais ou plantas, por exemplo, o que abrange contextos completamente diferentes.

De toda forma, o estudo da anatomia faz parte da formação de profissionais das Ciências Biológicas, incluindo os médicos. Lidar com a saúde humana, naturalmente, exige conhecimentos aprofundados do corpo e de como cada parte dele funciona.

Este é um conteúdo especial criado pela redação do Centro de Desenvolvimento em Medicina (CDM) e vamos explicar em detalhes quais são os planos de delimitação do corpo humano. Boa leitura!

Veja também: Quais são as principais doenças do sistema urinário?

O que é plano de delimitação do corpo humano?

Estudos sobre a Anatomia humana são complexos. Isso é compreensível, já que somos organismos bem complexos. Para que esses conhecimentos sejam mais facilmente compreendidos, algumas metodologias científicas são aplicadas.

Algumas das formas mais comuns de estudar o corpo humano passam pela divisão dele. Isso permite que seja dada a devida atenção para a totalidade do que compõe um organismo, ao mesmo tempo em que a rigorosidade dos estudos é mantida.

As maneiras de se dividir os estudos do corpo humano variam de acordo com a literatura utilizada e a destinação do campo de especialização. Entre os métodos mais frequentes estão os chamados “planos anatômicos”, aplicados nos aprendizado dos organismos de diferentes animais.

Veja quais são os planos de delimitação do corpo humano

Planos anatômicos são divisões hipotéticas feitas na hora de se estudar o corpo de seres vivos. Embora eles sejam aplicados em vários contextos, vamos focar aqui apenas na anatomia humana.

De maneira geral, existem três formas de se dividir o corpo humano. Elas são chamadas de:

  • Plano sagital;
  • Plano coronal (ou frontal);
  • Plano transverso (ou horizontal).

Em todos os casos, o corpo humano é colocado em uma mesma posição em relação ao observador.

A posição adotada é chamada de “posição anatômica de referência”. Nela, um corpo é colocado de pé, com a face voltada para frente, membros superiores estendidos com as palmas voltadas para a frente e membros inferiores unidos.

A posição anatômica é essencial para todos os planos de delimitação do corpo humano. Sem ela, seria impossível definir um referencial único na hora de realizar qualquer espécie de divisão.

Compreendê-la, então, é um pré-requisito para entender sobre planos anatômicos.

Plano sagital

Também chamado de “plano vertical”, o sagital é aquele que divide o corpo na vertical, do topo da cabeça até a ponta dos pés. Nele, a separação se dá em lado esquerdo e direito, perpassando todas as partes entre as duas extremidades.

Apesar do plano sagital ser estudado de maneira individual, ele está ligado ao medial. Isso acontece porque o nome dessa divisão é dado a qualquer plano que seja paralelo ao medial, o qual divide o corpo da mesma forma (verticalmente, em dois lados).

Plano coronal

Falando sobre os planos de delimitação do corpo humano, precisamos abordar o coronal. Ele é aquele que separa o organismo entre “parte da frente” e “parte de trás”. A linha que o divide, naturalmente, começa no topo do crânio e termina na ponta dos pés, com as separações posteriores e anteriores feitas de maneira proporcional.

O plano coronal também recebe o nome de “frontal”. Assim como as outras formas de delimitação anatômica, esta tem função primordial nos estudos de Anatomia, permitindo que referências exatas à posição de órgãos e outras partes do corpo humano sejam feitas.

Plano transverso

Se o sagital realiza uma divisão vertical, naturalmente é preciso que exista um que faça a separação horizontal. Esse é o caso do plano transverso, o qual separa o corpo humano entre “parte de cima” e “parte de baixo”. A divisão pode ser feita com diferentes pontos de referência.

As partes de uma divisão feitas por meio do plano transverso são chamadas de superior (ou cranial) e inferior (ou caudal). O processo como um todo também pode receber o nome de “plano transaxial” ou “axial”. Mais comumente, a divisão é feita na altura da cintura.

Embora os três planos de delimitação do corpo humano anteriores sejam os mais comumente utilizados, algumas literaturas citam o mediano como uma divisão separada do sagital. Assim como os outros tipos, seu uso depende dos propósitos dos estudos que estão sendo feitos.

Possuir pontos de referência é essencial para quaisquer estudos sobre organismos vivos. Nesse contexto, os planos anatômicos permitem uma padronização na hora de explicar teorias, utilizando divisões previamente estabelecidas e aprendidas como base.

Por conta disso, é muito importante que estudantes de diferentes áreas das Ciências Biológicas (ou mesmo profissionais já formados) compreendam esses conceitos. Dessa forma, os estudos e a aprimoração dos conhecimentos serão muito mais eficazes.

O Centro de Desenvolvimento em Medicina (CDM) é a nova marca de cursos de imersão, aperfeiçoamento e especialização médica do Brasil e temos uma série de cursos médicos presenciais e online com matrículas abertas. Confira!

Após aprender mais detalhes sobre quais são os planos de delimitação do corpo humano, aproveite e leia aqui:

O que é o método Capurro?

Quais são as funções do Conselho Regional de Medicina?

Siga nosso Instagram e fique por dentro de outras novidades!

Em alta

O que é esclerose subcondral?

Doutor, você já ouviu a falar sobre a Esclerose Subcondral? Ela é uma doença óssea muito comum. Mas, você sabe como diagnosticá-la? Entenda!

Ler matéria

Quais são os 4 tipos de hipersensibilidade?

Considerada como um distúrbio, a hipersensibilidade pode ocasionar diversos danos graves ao seu paciente. Confira os 4 principais tipos!

Ler matéria

O que é arritmia supraventricular isolada?

A Arritmia Supraventricular Isolada é uma condição cardíaca que afeta o ritmo do coração e suas variações. Conheça os riscos e tratamentos!

Ler matéria

Como coletar gasometria arterial?

Está com dúvida de como coletar a gasometria arterial? Ela é realizada por meio da punção na artéria do paciente. Saiba dominar essa técnica!

Ler matéria

Quais doenças o exame FAN detecta e quando solicitar ao paciente?

Feito a partir da análise de uma amostra de sangue do paciente o exame FAN ajuda a diagnosticar doenças autoimunes como a lúpus. Saiba mais!

Ler matéria

Principais doenças do sistema urinário

Você sabia que o sistema urinário do corpo humano é responsável por produzir e eliminar a urina? Conheça as principais doenças urológicas!

Ler matéria

Outras matérias

Quais as melhores residências em clinica medica

Quais são as melhores residências em clínica médica?

Quer saber quais são as melhores residências em clínica médica? Preparamos 7 dicas que podem te orientar na escolha mais adequada. Entenda!

Como funciona o Enare?

Como funciona o Enare?

O Enare tem como objetivo otimizar a forma de selecionar os residentes médicos. Você está planejando participar do exame? Saiba como funciona!

Quais são os tipos de hidrocefalia

Quais são os tipos de hidrocefalia?

Considerada como uma doença rara, a hidrocefalia é o acúmulo de líquido dentro do crânio. Veja os diferentes tipos e tratamentos indicados!

O que é PNAB

O que é PNAB e qual é a sua importância para a saúde pública brasileira?

Você, futuro profissional da saúde, já ouviu falar sobre o PNAB? A principal função dele é estruturar o sistema público de saúde. Entenda!