Capacitação

O que é esclerose subcondral?

O que é esclerose subcondral

As doenças ósseas são muito comuns, principalmente em pessoas com idade superior há 50 anos, além de obesos e aqueles com lesões nas articulações.

Segundo um estudo realizado pela Unicamp, doenças como a osteoporose e a esclerose subcondral atingem cerca de 20 milhões de brasileiros, afetando a mobilidade e a saúde óssea do indivíduo.

Por conta dessa demanda, profissionais como o reumatologista ou o ortopedista aprendem o que é esclerose subcondral para aplicar o correto tratamento.

Preocupados com a sua formação e constante atualização, nós do Centro de Desenvolvimento da Medicina (CDM) apresentamos os melhores cursos de pós-graduação e de especialização para você, profissional da área médica.

Conheça o que é esclerose subcondral e seus sintomas

Conceitualmente, a esclerose subcondral é uma doença óssea, a qual impacta as pessoas por meio de um endurecimento dos ossos que ficam abaixo das cartilagens, principalmente próximo às articulações.

Esse problema ocorre devido ao aumento da massa e densidade óssea nessa área, mas sua causa ainda não é facilmente compreendida. Diversos estudos buscam definir uma literatura para essa doença.

O desgaste da cartilagem e o engrossamento do osso ao redor da região atingem e desgastam o osso subcondral, daí a origem do nome da doença.

Basicamente, para definir o que é esclerose subcondral, trata-se de uma fina camada de osso que se forma abaixo da cartilagem da articulação, gerando assim um transtorno que é classificado no Código Internacional de Doenças (CID) com o código M858.

Este código está relacionado com os transtornos de densidade e estrutura óssea, que é exatamente o que acontece com a esclerose subcondral.

Causas da esclerose subcondral

Agora que você já sabe o que é esclerose subcondral, vamos falar sobre as suas principais causas. 

Primeiramente, é importante dizer que as causas da esclerose subcondral ainda não são conhecidas, como já explicamos acima. Porém, esta doença é bastante comum em fases finais da osteoartrite, as quais são marcadas pela degeneração da cartilagem da articulação.

Entretanto, os principais fatores de risco da esclerose subcondral são:

  • Predisposição genética;
  • Idade avançada;
  • Menopausa;
  • Quadros de obesidade;
  • Sedentarismo;
  • Lesões nas articulações;
  • Movimentos repetitivos que causem estresse nas articulações, como por exemplo, muito tempo em pé, digitando ou carregando peso;
  • Doenças reumatológicas inflamatórias;
  • Má postura;
  • Ossos desalinhados;
  • Exercício físico em excesso.

Todos esses fatores influenciam diretamente na saúde e na mobilidade do indivíduo, gerando diversos sintomas da esclerose subcondral e a doença pode até causar a invalidez do paciente.

Sintomas da esclerose subcondral

Ao estudar o que é esclerose subcondral, o médico especialista no assunto aprenderá a identificar os seus principais sintomas, sendo que estes podem variar conforme a localização da doença e o grau em que ela está.

Todavia, os sintomas da esclerose subcondral mais comuns são:

  • Dor e sensibilidade no local;
  • Inchaço;
  • Sensação de formigamento;
  • Perda parcial ou total do movimento da articulação;
  • Engrossamento do osso que envolve a articulação;
  • Caso a esclerose seja no crânio, há a dor de cabeça crônica.

Em casos mais graves da doença, principalmente quando ela ocorre na cabeça e atinge os nervos ópticos, podem ser presenciadas alterações na visão.

Além disso, devemos destacar que a esclerose subcondral em si está diretamente ligada à formação dos osteófitos, que são pequenos crescimentos ósseos nas regiões de articulação, causando assim o engrossamento do osso e do esqueleto.

Nesses casos, é bastante comum o aparecimento de doenças como o bico de papagaio, que consiste no desgaste da articulação pela ausência do tecido que foi desgastado pelo crescimento ósseo.

As dores são mais frequentes em locais como os calcanhares ou ainda nos locais em que o corpo equilibra e distribui o peso.

Diagnóstico e tratamento da esclerose subcondral

Entretanto, algumas das perguntas que podem surgir junto ao entendimento do que é esclerose subcondral são: existe tratamento para essa doença? Como diagnosticá-la?

Existem sim tratamentos para a esclerose subcondral e eles podem variar de acordo com o nível e estágio da doença, tal como a intensidade das dores e dos sintomas.

Normalmente, a esclerose subcondral atinge locais como o quadril e os joelhos, que são articulações essenciais para a locomoção e para o desempenho de atividades diárias.

Com a avaliação dos sintomas e exames, você será capaz de avaliar qual o estágio da doença e indicar o melhor tratamento para seu paciente.

Sendo assim, o primeiro passo é solicitar a realização de exames de diagnóstico por imagem, seja por meio de uma radiografia ou de uma ressonância magnética.

Caso seja identificada a esclerose subcondral, será possível avaliar o seu estágio e recomendar o melhor tratamento, que pode envolver a medicação ou não.

Assim, os tratamentos para esclerose subcondral podem contar com as seguintes ações:

  • Prática de exercícios físicos como a natação, hidroginástica ou bicicleta estática;
  • Redução do peso corporal e combate à obesidade;
  • Fisioterapias, eletroterapias ou terapias de movimento;
  • Acupuntura;
  • Ozonoterapia;
  • Exercícios de alongamento e fortalecimento, principalmente nas costas e lombar;
  • Trabalho e melhoria da postura a fim de reduzir as dores e os impactos na cartilagem.

Ao estudar o que é esclerose subcondral, você pode perceber que os fatores idade avançada e obesidade podem provocar a doença.

Com uma população vivendo por mais tempo e também com sobrepeso, existe uma necessidade cada vez maior de profissionais que atuam nas áreas de reumatologia e de ortopedia.

Você pode checar as possibilidades de pós-graduação nestas áreas e escolher aquela que mais se encaixam às suas pretensões profissionais.

O Centro de Desenvolvimento da Medicina (CDM) nasceu com o objetivo de fornecer conhecimento adicional para sua formação por meio de cursos de especialização ou de atualização.

Além de conhecer aqui o que é esclerose subcondral, você pode entender melhor como funciona o Revalida.

Aproveite para seguir nossos perfis no Instagram e no LinkedIn e acompanhar nossos conteúdos especiais.

Em alta

Quais são os 4 tipos de hipersensibilidade?

Considerada como um distúrbio, a hipersensibilidade pode ocasionar diversos danos graves ao seu paciente. Confira os 4 principais tipos!

Ler matéria

Quais são os planos de delimitação do corpo humano?

Você sabia que o corpo humano é referenciado de acordo com três planos mutuamente ortogonais? Confira quais são os planos de delimitação!

Ler matéria

O que é arritmia supraventricular isolada?

A Arritmia Supraventricular Isolada é uma condição cardíaca que afeta o ritmo do coração e suas variações. Conheça os riscos e tratamentos!

Ler matéria

Como coletar gasometria arterial?

Está com dúvida de como coletar a gasometria arterial? Ela é realizada por meio da punção na artéria do paciente. Saiba dominar essa técnica!

Ler matéria

Quais doenças o exame FAN detecta e quando solicitar ao paciente?

Feito a partir da análise de uma amostra de sangue do paciente o exame FAN ajuda a diagnosticar doenças autoimunes como a lúpus. Saiba mais!

Ler matéria

Principais doenças do sistema urinário

Você sabia que o sistema urinário do corpo humano é responsável por produzir e eliminar a urina? Conheça as principais doenças urológicas!

Ler matéria

Outras matérias

O que são erupções cutâneas

O que são erupções cutâneas?

Você conhece os sintomas das erupções cutâneas? Descubra o que são e como identificar essas manifestações dermatológicas em seus pacientes!

Tratamentos para síndrome complexa de dor regional

Tratamentos para Síndrome Complexa de Dor Regional

A Síndrome Complexa de Dor Regional (SDRC) é caracterizada por uma dor crônica que acomete principalmente extremidades do corpo. Saiba mais!

Quais são os tipos de epilepsia

Quais são os tipos de epilepsia?

Uma das funções do especialista em neurologia é diagnosticar e orientar o melhor tratamento ao seu paciente com epilepsia. Entenda os tipos!

Como se cadastrar para atender por plano de saúde

Como se cadastrar para atender por plano de saúde?

Você deseja aumentar o número de atendimentos em seu consultório? Confira como credenciar sua clinica e passe a atender os planos de saúdes.