Residência

O que é R3? Entenda este conceito na residência médica

O que é R3

A residência médica é um programa de pós-graduação instituído em 1977, pelo decreto nº 80.281, segundo o Conselho Federal de Medicina. Seu objetivo é proporcionar treinamento e aprimoramento profissional ao recém-formado, sob supervisão de especialistas. O programa é dividido em anos, o que levanta a dúvida de muitos sobre o que é R3.

Inicialmente, a residência é considerada parte do ensino em medicina que permite ao estudante realizar a prova de título de especialista. Como já mencionado, a formação é dividida em anos, sendo o primeiro o R1, o segundo R2, e assim sucessivamente.

Desta forma, o R3 na residência médica se refere ao terceiro ano de treinamento pós-graduação em uma determinada especialidade. Trata-se de um estágio crucial da capacitação, pois é nesse período que o residente ganha mais autonomia e assume responsabilidades perante os pacientes.

Entenda o que é R3 na residência médica

Atualmente, há 54 especialidades para as quais o aluno recém-formado precisa prestar a prova de residência. Elas são categorizadas entre as opções de acesso direto ou com pré-requisito. Essa divisão se baseia na complexidade da área.

Inicialmente, as especialidades de acesso direto possuem duração de dois anos, ou seja, são R2. Por outro lado, as residências mais complexas, de pré-requisito, são aquelas que duram a partir de três anos.

Deste modo, a R3 é o terceiro ano de uma residência que exige que o candidato tenha passado por uma especialização anterior em alguma das áreas básicas da medicina. Por exemplo, clínica médica, cirurgia geral e pediatria.

Quais especialidades são R3?

Acima você viu algumas explicações sobre o que é R3, o terceiro ano da residência que exige uma especialização prévia e direciona o estudante a uma nova formação. Sendo assim, temos as seguintes áreas possíveis!

Especialização prévia em clínica médica  

  • Nutrologia;
  • Alergia e Imunologia;
  • Cardiologia;
  • Angiologia;
  • Endoscopia;
  • Cancerologia/ Clínica;
  • Hematologia e Hemoterapia;
  • Geriatria;
  • Gastroenterologia;
  • Endocrinologia;
  • Reumatologia;
  • Nefrologia;
  • Pneumonia.

Especialização prévia em Pediatria

  • Nutrologia pediátrica;
  • Neonatologia pediátrica;
  • Gastroenterologia pediátrica;
  • Nefrologia pediátrica;
  • Cardiologia pediátrica;
  • Hematologia e Hemoterapia pediátrica;
  • Hebiatria;
  • UTI pediátrica;
  • Oncologia pediátrica;
  • Cirurgia pediátrica;
  • Infectologia pediátrica;
  • Pneumologia pediátrica;
  • Medicina Intensiva pediátrica;
  • Neurologia pediátrica.

Especialização prévia em clínica cirúrgica

  • Cirurgia do aparelho digestivo;
  • Cirurgia Pediátrica;
  • Nutrologia;
  • Cirurgia Cardiovascular;
  • Cancerologia/Cirúrgica;
  • Cirurgia Plástica;
  • Cirurgia Geral – Programa avançado;
  • Coloproctologia;
  • Urologia;
  • Cirurgia da Cabeça e Pescoço;
  • Cirurgia Torácica.

Ao compreender o que é R3, vale ressaltar que, normalmente, as residências deste tipo estão entre as mais concorridas. Só para ilustrar, a média de vagas disponibilizadas é de 5.322, quase metade daquelas direcionadas à residência R2.

Quanto tempo dura uma residência R3?

A duração da residência médica do tipo R3 varia de acordo com a especialidade escolhida pelo estudante e pode levar de um a três anos. Em geral, as áreas clínicas como Cardiologia, Oncologia, Nefrologia, Pneumologia, Reumatologia e Infectologia, por exemplo, levam dois anos para formação.

Por outro lado, especialidades como Cirurgia Cardiovascular, Cirurgia Plástica e Neurocirurgia são um pouco mais complexas e costumam ter uma duração de três anos. Contudo, áreas de atuação mais específicas como a Medicina Esportiva e a Geriatria, podem levar apenas um ano.

No entanto, é importante lembrar que a duração da residência médica pode variar conforme as exigências de cada programa e instituição de ensino, bem como as normas e regulamentações do Conselho Nacional de Residência Médica (CNRM).

O que são as residências R+

De modo geral, os R’s das residências indicam a quantidade de anos da especialização. Quanto mais capacitações o médico tiver, maior será a sua titulação. Sendo assim, quem cursa o primeiro ano é R1, o segundo, R2, e assim por diante.

Normalmente, quando a especialização passa de três anos, é titulada como R+. Porém, isso se dá quando o médico opta por fazer uma subespecialização e, assim, os anos desta formação também são contados.

Vamos a um exemplo prático. Quando a pessoa quer ser um especialista em Cirurgia Plástica, primeiro ela faz três anos de residência em cirurgia geral e, depois, mais três na área específica.

Podemos resumir o que é R3 da seguinte forma: é o terceiro ano de uma residência médica, normalmente vinculada a uma especialização que requer um pré-requisito. Sua duração varia conforme a área escolhida e, também, as regras da instituição.

Este é um conteúdo especial criado pelo Centro de Desenvolvimento em Medicina (CDMED), somos uma escola que oferece os melhores treinamentos e atualizações para profissionais da área da saúde.

Aproveite para seguir nosso perfil no Instagram e acompanhar nossas dicas de estudo!

Em alta

O que é esclerose subcondral?

Doutor, você já ouviu a falar sobre a Esclerose Subcondral? Ela é uma doença óssea muito comum. Mas, você sabe como diagnosticá-la? Entenda!

Ler matéria

Quais são os 4 tipos de hipersensibilidade?

Considerada como um distúrbio, a hipersensibilidade pode ocasionar diversos danos graves ao seu paciente. Confira os 4 principais tipos!

Ler matéria

Quais são os planos de delimitação do corpo humano?

Você sabia que o corpo humano é referenciado de acordo com três planos mutuamente ortogonais? Confira quais são os planos de delimitação!

Ler matéria

O que é arritmia supraventricular isolada?

A Arritmia Supraventricular Isolada é uma condição cardíaca que afeta o ritmo do coração e suas variações. Conheça os riscos e tratamentos!

Ler matéria

Como coletar gasometria arterial?

Está com dúvida de como coletar a gasometria arterial? Ela é realizada por meio da punção na artéria do paciente. Saiba dominar essa técnica!

Ler matéria

Quais doenças o exame FAN detecta e quando solicitar ao paciente?

Feito a partir da análise de uma amostra de sangue do paciente o exame FAN ajuda a diagnosticar doenças autoimunes como a lúpus. Saiba mais!

Ler matéria

Outras matérias

Como funciona o Enare?

Como funciona o Enare?

O Enare tem como objetivo otimizar a forma de selecionar os residentes médicos. Você está planejando participar do exame? Saiba como funciona!

Como funciona a prova de residência médica

Como funciona a prova de residência médica?

Não sabe como funciona a prova de Residência Médica? Confira agora e prepare-se para enfrentar esse estágio crucial em sua jornada médica!

Quais os sintomas da insuficiência cardíaca

Quais são os sintomas da insuficiência cardíaca? Saiba como identificar

Você conhece os sintomas da insuficiência cardíaca? Conhecer os tipos irá facilitar a identificação correta em seus pacientes. Saiba mais!

Qual a diferença entre residência e pós-graduação

Qual é a diferença entre residência e pós-graduação? Entenda agora

Você conhece a diferença entre a residência e uma pós? Saiba agora como elas funcionam e veja as áreas mais concorridas para se aperfeiçoar!