Capacitação

Quais são as CID de doenças?

Quais são as cid de doenças

As áreas relacionadas com o estudo e manutenção da saúde humana são múltiplas. Cada uma delas se preocupa com a obtenção de conhecimentos específicos para oferecer procedimentos cirúrgicos, tratamentos ou medicamentos.

Diante de tantas informações relacionadas e sistemas internacionais, foi necessário criar um protocolo para identificar e tratar as diversas enfermidades, além de rastreá-las. Neste contexto surge a Classificação Internacional de Doenças da Organização Mundial de Saúde (OMS). Neste artigo vamos explicar o que são e quais são as CID de doenças mais comuns.

Trata-se de uma padronização feita pela OMS com o objetivo de auxiliar na identificação, consulta de condições e posteriores tratamentos adequados. A documentação da instituição indica que existem mais de 55 mil códigos diferentes para lesões, doenças e causas de mortes, o que ajuda a entender as diversas ocorrências em todo o planeta.

Você que é profissional da área médica e que está em constante aprendizado já deve ter ouvido falar sobre as CIDs e neste artigo vamos aprofundar no assunto. Este é mais um conteúdo elaborado pela equipe do Centro de Desenvolvimento em Medicina (CDM).

O que é a CID?

CID é a sigla de Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde. Em inglês, ela recebe o nome de ICD (International Statistical Classification of Diseases and Related Health Problems).

Este é um sistema desenvolvido e publicado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), buscando a troca de conhecimentos médicos, clínicos e científicos entre profissionais de diferentes especialidades e países. Atualmente, o arquivo está em sua 11ª versão.

A CID é constantemente modificada e incrementada, conforme novos conhecimentos são obtidos ou doenças surgem. É comum que determinadas enfermidades sejam reclassificadas, adicionadas ou mesmo excluídas, de acordo com estudos e avanços científicos.

O que está incluído na CID?

Antes que você saiba quais são as CID de doenças mais comuns, entenda que o sistema da OMS apresenta as diversas enfermidades (de ordem física ou psicológica), sintomas e sinais, danos, ferimentos, aspectos anormais e queixas. Tudo o que seja disruptivo para o funcionamento do corpo humano e afeta pessoas tem espaço e uma classificação.

Por seu objetivo amplo e unificador, fatores ambientais e sociais também se apresentam, quando relacionados com algum dos itens descritos acima. Esses elementos, de modo geral, não são mutáveis e estão sujeitos a novas descobertas e aprimoramentos.

A versão mais atual do sistema foi lançada em 2019 e colocada em vigor em 1º de janeiro de 2022, incluindo cerca de 55 mil códigos únicos. A versão anterior tinha sido desenvolvida em 1992, embora atualizações menores sejam realizadas com uma frequência anual.

Como é a classificação CID?

Quase todos os aspectos dos estudos médicos estão sujeitos a barreiras linguísticas. Nomes de patologias, sintomas e procedimentos mudam de país para país e, especialmente, com o passar do tempo. Tentar identificar esses elementos pelo nome, então, é difícil.

Por conta disso, todo médico precisa conhecer detalhadamente quais são as CID de doenças. É por meio desta Classificação Internacional de Doenças que diversas informações são consolidadas para profissionais de todo o mundo. A partir daí, são estabelecidas categorias únicas (as quais incluem conjuntos de doenças semelhantes) e códigos de até 6 caracteres.

Os títulos das CIDs têm como objetivo categorizar os elementos, facilitando a consulta de profissionais que usam o sistema. Por exemplo, especialistas em doenças cardiovasculares podem consultar o documento para identificar novas referências em tratamentos endócrinos ou algo relacionado à infecção e que não tenham uma literatura bem desenvolvida.

Descubra quais são as CID de doenças mais comuns

A CID-11 contém 26 capítulos. O primeiro, por exemplo, fala sobre doenças infecciosas e parasitárias; enquanto o segundo discorre sobre tumores. Entre os capítulos 15-22, são abordadas questões de gravidez, malformações congênitas, sintomas, lesões, envenenamentos, causas externas de mortalidade, fatores que influenciam a saúde das pessoas e códigos para propósitos especiais.

Cada elemento incluído dentro dos capítulos da CID recebe um código que o identifica com uma letra e uma sequência de até 5 números.

Por exemplo, se você quiser saber qual é a CID da doença pelo vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), por exemplo, ela é identificada pelo código B20.

Seguindo o exemplo acima, o código B20 recebe uma sequência na forma de desdobramentos da doença. B200 é “Doença pelo HIV resultando em infecções micobacterianas” e esse mesmo padrão é seguido para todas as classificações.

A OMS traz, na CID-11, valiosos conteúdos sobre o transtorno do espectro autista, transexualidade e novas categorias relativas à Covid-19, informações que não estavam presentes na antiga versão.

  • QD85 – Síndrome de burnout
  • RA01 – COVID-19
  • 6A02 – Transtorno do Espectro do Autismo (TEA)
  • BA41 – Infarto agudo do miocárdio
  • A91 – Febre hemorrágica devida ao vírus do dengue
  • A92 – Febre de Chikungunya
  • A95 – Febre amarela
  • B05 – Sarampo
  • Z24.6 – Necessidade de imunização somente contra a hepatite viral

Para identificar demais códigos, você pode buscar pelos sintomas, doenças ou diagnósticos e saberá quais são as CIDs diretamente no sistema da OMS, gratuitamente.

Outras informações sobre a Classificação Internacional de Doenças

Uma maneira de obter conhecimentos sobre uma doença é pesquisar as informações disponíveis sobre ela na CID. A área médica exige uma atualização constante para que o profissional esteja por dentro das últimas novidades e recentes estudos dentro do seu campo de atuação.

A partir do entendimento de qual é a CID da doença que deseja se atualizar, é possível consultar um panorama amplo sobre ela a nível global, incluindo a sua frequência em diferentes partes do mundo, fatores externos de risco e taxa de mortalidade.

Por fim, um elemento importante a ser destacado é que a CID não deve ser utilizada em atestados médicos, guias de consulta, solicitações de exame e outros documentos. Essa proibição visa preservar o sigilo do paciente e tem respaldo do Conselho Federal de Medicina (CFM).

Compreender a CID e suas ramificações é essencial para promover a saúde e os melhores tratamentos.

O Centro de Desenvolvimento em Medicina (CDM) nasceu com o objetivo de promover o aperfeiçoamento constante para médicos de todo o Brasil. Veja aqui os cursos presenciais disponíveis e faça sua matrícula!

Além de explicar aqui quais são as CID de doenças, nós também já falamos sobre o Revalida e as principais funções do CRM.

Siga também a nossa página no LinkedIn e acompanhe nossos conteúdos especiais.

Em alta

O que é esclerose subcondral?

Doutor, você já ouviu a falar sobre a Esclerose Subcondral? Ela é uma doença óssea muito comum. Mas, você sabe como diagnosticá-la? Entenda!

Ler matéria

Quais são os 4 tipos de hipersensibilidade?

Considerada como um distúrbio, a hipersensibilidade pode ocasionar diversos danos graves ao seu paciente. Confira os 4 principais tipos!

Ler matéria

Quais são os planos de delimitação do corpo humano?

Você sabia que o corpo humano é referenciado de acordo com três planos mutuamente ortogonais? Confira quais são os planos de delimitação!

Ler matéria

O que é arritmia supraventricular isolada?

A Arritmia Supraventricular Isolada é uma condição cardíaca que afeta o ritmo do coração e suas variações. Conheça os riscos e tratamentos!

Ler matéria

Como coletar gasometria arterial?

Está com dúvida de como coletar a gasometria arterial? Ela é realizada por meio da punção na artéria do paciente. Saiba dominar essa técnica!

Ler matéria

Quais doenças o exame FAN detecta e quando solicitar ao paciente?

Feito a partir da análise de uma amostra de sangue do paciente o exame FAN ajuda a diagnosticar doenças autoimunes como a lúpus. Saiba mais!

Ler matéria

Outras matérias

Quais são síndromes hipertensivas da gestação?

Quais são as síndromes hipertensivas na gestação e como proceder em cada caso?

Dentre as síndromes hipertensivas na gestação estão a Pré-Eclâmpsia e a Síndrome de HELLP. Saiba mais e veja orientações para o seu paciente!

O que são erupções cutâneas

O que são erupções cutâneas?

Você conhece os sintomas das erupções cutâneas? Descubra o que são e como identificar essas manifestações dermatológicas em seus pacientes!

Como funciona a residência médica em dermatologia

Como funciona a residência médica em dermatologia?

Formou-se em medicina e está planejando atuar como dermatologista? Saiba como funciona a residência médica em dermatologia e especialize-se!

Como coletar gasometria arterial

Como coletar gasometria arterial?

Está com dúvida de como coletar a gasometria arterial? Ela é realizada por meio da punção na artéria do paciente. Saiba dominar essa técnica!