Carreira

Como chamar o paciente para retorno?

Como chamar paciente para retorno

Existem consideráveis diferenças entre a rotina de trabalho de um profissional da medicina que atua na esfera pública e aquele que atende de maneira privada. A ciência por trás dos cuidados com a vida humana é a mesma, mas as práticas cotidianas não são iguais.

Uma das situações em que essas diferenças são escancaradas é quando o médico precisa aprender como chamar o paciente para retorno.

Profissionais dos dois lados observam a necessidade de rever a pessoa e informam sobre isto, mas os resultados não são os mesmos. Os motivos também variam.

No caso das consultas particulares, pode existir resistência por conta do fator monetário, o que é compreensível. De toda forma, clínicas e consultórios médicos se beneficiam em saber quais são as melhores maneiras de chamar as pessoas para reavaliação do diagnóstico.

Aqui no blog do CDMED já explicamos algumas dicas de marketing digital para médicos e como montar o seu consultório. O objetivo deste novo artigo é apresentar algumas informações essenciais para lidar com os pacientes. Confira!

6 dicas sobre como chamar paciente para retorno

Lógico que há muitas formas de fazer isso e vai variar muito conforme a rotina de cada consultório ou até mesmo do tipo de público atendido. Porém, separamos as melhores dicas para esse processo que podem te ajudar em muitas situações. Confira!

Guarde as informações de contato

O cadastro é uma das partes mais importantes de uma consulta médica, especialmente os campos de contato. Não à toa, a maioria das clínicas e consultórios pedem pelo menos dois números de contato, de modo que seja possível localizar aquele paciente sem falhas.

A importância de coletar esse contato de forma correta é amplificada quando falamos sobre como chamar paciente para retorno.

Por conta disso, é necessário que, a cada nova consulta, os dados sejam conferidos, a fim de que as informações do paciente se mantenham sempre atualizadas.

Tenha um sistema de agendamento acessível

A maioria das pessoas marca seus compromissos pela internet. O telefone ainda é bastante usado, mas os meios online estão chegando ao topo, com o WhatsApp sendo o principal aplicativo de conversas instantâneas no Brasil, dentro e fora dos negócios.

Considerando essa realidade, é muito importante que médicos tenham maneiras acessíveis para que os pacientes marquem, remarquem ou desmarquem compromissos.

A automação é algo positivo, mas ela pode não ser recomendada em casos diretos.

Se o objetivo é saber como chamar paciente para retorno, é preciso encontrá-lo. Isso envolve facilitar esse agendamento por meio do telefone e, especialmente, das ferramentas online usadas pelos brasileiros, dentre as quais se destaca o WhatsApp.

Atenda com pessoalidade

No âmbito médico particular, pacientes são clientes. Embora essa seja uma verdade, é importante que profissionais da saúde saibam caminhar uma linha tênue, priorizando sempre a humanidade nos atendimentos e se importando com a pessoa atendida.

A fim de aumentar as chances de retorno, uma dica interessante é memorizar fatos sobre cada paciente. Profissão, quadro clínico, pessoas que o acompanharam… Isso fará com que o atendido se sinta valorizado e decida retornar para consultas médicas futuras.

Exercite a proatividade

Por se tratar da prestação de um serviço essencial, médicos não estão acostumados a tomar a iniciativa e por isso sentem dificuldade sobre como chamar paciente para retorno.

As pessoas chegam ao consultório quando precisam de algo e é assim que a relação se estabelece, certo? Tradicionalmente, sim, mas as coisas não precisam ser assim.

Boas maneiras de exercitar a proatividade, quando falamos sobre retorno, envolvem entrar em contato primeiro. A atitude mais comum é, após a realização de um procedimento, buscar saber como o paciente está. Essa ação é atenciosa e valorizada.

Datas comemorativas como o Natal e aniversários também são oportunidades para exercitar a atitude proativa. Envie e-mails eletrônicos e deseje felicidades.

Acima de tudo, mantenha sempre a barreira do profissionalismo e evite que as mensagens se tornem incômodas.

Incentive atitudes de reciprocidade

Quando recebemos algo, é comum que tenhamos a vontade de retribuir, certo? Isso vale em todos os aspectos da vida, e é algo utilizado para melhorar as relações entre as pessoas e entre consumidores e um negócio. Nesse caso em específico, a relação entre médico e paciente.

Ofereça benefícios e dê algo de graça, como forma de demonstrar iniciativa em uma relação profissional mutuamente benéfica.

Em clínicas de dermatologia, por exemplo, uma dica de como chamar paciente para retorno com mais tranquilidade é oferecer amostras de produtos cosméticos conforme cada diagnóstico.

Conte com uma equipe bem treinada

Um dos maiores erros que podem ser cometidos em um contexto médico é o conflito de informações. Suponhamos uma situação em que o médico informa uma coisa, mas a pessoa responsável pela recepção, diz outra. A experiência do cliente é prejudicada.

Essa mesma situação se estende para os contextos de retorno. Se mais de uma pessoa fica responsável por entrar em contato com os pacientes, é imprescindível que não somente não existam informações conflitantes, mas que também as mensagens não sejam inoportunas.

Todas essas coisas podem ser mitigadas com um bom treinamento dos profissionais que atendem diretamente os pacientes. Algumas das ações beneficiadas pela unidade das diretrizes incluem a marcação, o lembrete de consultas e os contatos para fins de retorno.

Acima de tudo, profissionais que atuam na esfera particular não devem abandonar os critérios médicos. Apesar de esse ser um trabalho (e, por consequência, uma fonte de renda), as recomendações de retorno devem sempre respeitar as necessidades da saúde do paciente.

Depois de ler as dicas de como chamar paciente para retorno, veja quais precisam ser implementadas em seu consultório e coloque-as em prática.

Nós somos o Centro de Desenvolvimento em Medicina (CDMED), uma nova marca de treinamentos para profissionais da saúde. Temos uma série de cursos para médicos que desejam se especializar em uma determinada área ou ainda ser aprovado em uma residência muito concorrida.

Em alta

O que é esclerose subcondral?

Doutor, você já ouviu a falar sobre a Esclerose Subcondral? Ela é uma doença óssea muito comum. Mas, você sabe como diagnosticá-la? Entenda!

Ler matéria

Quais são os 4 tipos de hipersensibilidade?

Considerada como um distúrbio, a hipersensibilidade pode ocasionar diversos danos graves ao seu paciente. Confira os 4 principais tipos!

Ler matéria

Quais são os planos de delimitação do corpo humano?

Você sabia que o corpo humano é referenciado de acordo com três planos mutuamente ortogonais? Confira quais são os planos de delimitação!

Ler matéria

O que é arritmia supraventricular isolada?

A Arritmia Supraventricular Isolada é uma condição cardíaca que afeta o ritmo do coração e suas variações. Conheça os riscos e tratamentos!

Ler matéria

Como coletar gasometria arterial?

Está com dúvida de como coletar a gasometria arterial? Ela é realizada por meio da punção na artéria do paciente. Saiba dominar essa técnica!

Ler matéria

Quais doenças o exame FAN detecta e quando solicitar ao paciente?

Feito a partir da análise de uma amostra de sangue do paciente o exame FAN ajuda a diagnosticar doenças autoimunes como a lúpus. Saiba mais!

Ler matéria

Outras matérias

Questões de prova de residência médica

Treine com questões de prova de residência médica

Pretende ser aprovado na residência médica? Conheça as áreas da medicina que mais caem na prova e comece a treinar com 6 questões. Confira!

O que faz um hematologista

Entenda o que faz um hematologista

O Médico Hematologista faz estudo do sangue dos pacientes. Confira as áreas de atuação deste especialista e saiba como se tornar um. Entenda!

O que é arritmia supraventricular isolada

O que é arritmia supraventricular isolada?

A Arritmia Supraventricular Isolada é uma condição cardíaca que afeta o ritmo do coração e suas variações. Conheça os riscos e tratamentos!

Quais são os tipos de epilepsia

Quais são os tipos de epilepsia?

Uma das funções do especialista em neurologia é diagnosticar e orientar o melhor tratamento ao seu paciente com epilepsia. Entenda os tipos!