Carreira

5 dicas de marketing digital para médicos que vão encher seu consultório

Dicas de marketing digital para médicos

Ainda que existam limites legais para atuação publicitária, é possível elaborar estratégias efetivas

A propaganda é a alma do negócio, seja um site, comércio de rua ou clínica médica. Sim, por mais conceituado que seja o profissional, é preciso que o público saiba detalhes sobre o serviço ou produto ofertado. Por isso, vale apostar em dicas de marketing digital para médicos, ainda que haja limitações legais para isso.

Sabe por que é tão importante garantir presença digital? Porque, a cada dez brasileiros,  nove usam a internet para pesquisar serviços antes de contratá-los. Esses dados são da Math Ads e mostram uma mudança no comportamento do usuário.

Logo, ainda que você já tenha a sua clientela, é indispensável que tenha uma atuação forte nas mídias digitais. Assim, é importante que conheça ou contrate uma empresa especializada em marketing que entenda da sua área de atuação e as limitações legais estabelecidas pelo Conselho.

Aqui no Centro de Desenvolvimento em Medicina (CDM) já mostramos como montar um consultório e o que é necessário para atender via convênio médico. Desta vez, as dicas serão para atrair mais pacientes. Leia com atenção!

Por que investir em marketing digital para médicos?

Antes de falarmos sobre as estratégias, você precisa entender as vantagens de investir no marketing digital. Mais do que angariar pacientes pela produção de conteúdo, há chances reais de construir a sua credibilidade pelo conhecimento propagado.

Além disso, as estratégias ajudam a:

  • Fidelizar pacientes;
  • Reconhecer a qualidade do atendimento e a especialidade médica;
  • Mostrar a confiabilidade do trabalho;
  • Aumentar o reconhecimento do profissional.

Para que tais objetivos sejam alcançados, porém, é preciso que os conteúdos produzidos sejam relevantes e atualizados. Afinal, quando se trata de serviços médicos, o primeiro passo é vencer a insegurança do paciente, principalmente quando não há indicações anteriores.

O que pode e não pode no marketing digital para médicos?

Primeiramente, qualquer estratégia de divulgação de serviços médicos deve seguir as legislações preconizadas pelo Conselho Federal de Medicina. Seu foco, então, é orientar e ajudar os pacientes sobre a divulgação e conhecimentos científicos e a especialidade.

Ou seja, não é divulgar o médico em si, mas produzir conteúdos seguros, verossímeis e atualizados sobre a especialidade que atende. Então, é como uma publicidade indireta, digamos assim.

Para que os profissionais acertem, legalmente falando, foi desenvolvido o Manual de Publicidade Médica, a partir de resolução do próprio CRM.

Confira dicas de marketing digital para médicos

Como falamos lá em cima, é indispensável que o profissional vença a insegurança do consumidor ao produzir conteúdo relevante e atualizado. Deste modo, é necessário saber detalhes sobre o público que deseja impactar, suas dores e adaptar a linguagem para que ela seja acessível.

Inicialmente, seja você um profissional que atenda de forma individual ou um consultório médico, é importante ter presença ativa nos mecanismos de pesquisa, como o Google, com endereço, horário de atendimento e especialidades. Veja mais dicas de marketing digital para médicos logo abaixo!

Saiba usar as redes sociais

Atualmente, as redes sociais mais utilizadas pelos brasileiros são Facebook, Instagram, LinkedIn, TikTok e YouTube. Além, claro, do mensageiro WhatsApp.

Cada rede tem um perfil, tanto de usuário quanto conteúdo, de tal forma que é importante ter conhecimento sobre as respectivas estratégias. Mesmo porque, por elas, há uma interação direta com o público e há a possibilidade de gerar autoridade.

Para construir uma presença de qualidade nas redes sociais, pense nos seguintes aspectos:

  • Publique conteúdos relevantes, que direcionam para o site da clínica.
  • Crie conteúdos voltados para a sua especialidade;
  • Faça publicações regulares;
  • Interaja com o público, responda comentários e às mensagens privadas;
  • Mantenha as redes sempre atualizadas e organizadas.

Se você tem dificuldades em desenvolver estas dicas de marketing digital para médicos nas redes, contrate um profissional especializado.

Tenha um site

O site é a porta de entrada virtual para o seu consultório. Nele, você informa endereço, especialidades atendidas, horários de funcionamento e canais de contato. Ainda, pode inserir um blog no qual escreve sobre a especialidade que atende.

Aliás, essa é uma excelente ferramenta para mostrar seu conhecimento e gerar autoridade na área em que atua. Mas, observe que as pessoas têm tendência em abrir as páginas que primeiro aparecem nos buscadores, certo? Então, você precisa colocar a sua lá!

E, para posicionar bem o seu site, utilize técnicas de SEO (otimização de busca), use o Google Business Profile e posicione sua clínica como negócio na cidade em que está instalada.

Ofereça uma boa experiência de navegação

De nada adianta ter um site lindíssimo e redes sociais impecáveis se ambos são difíceis para o usuário navegar. Então, uma das mais importantes dicas de marketing digital para médicos é investir na experiência do usuário. O site, então:

  • Deve ter excelente navegação no celular e no desktop;
  • Ter boa velocidade de carregamento;
  • Ter layout e apresentação intuitivos.

Nas redes, nada de esconder informações sobre telefone e endereço, fazendo com que o usuário saia delas e seja obrigado a pesquisar na internet. Facilite a vida do seu futuro paciente com o máximo de informações úteis em um só lugar. Assim, ele chega mais rápido até você.

Desenvolva estratégias de conteúdo eficazes

Para produzir bons conteúdos, você deve conhecer bem o seu público-alvo, os problemas que normalmente o levam a buscar informações pela internet e a decisão de consultar um médico. Isso se chama entender a jornada do cliente.

Logo, produza conteúdos que tenham a ver com a sua especialidade e as dúvidas mais recorrentes sobre o tema. E aprenda a monitorar seus resultados, analisando quais os assuntos mais buscados pelos pacientes, em quais datas e horários. Isso ajuda a aumentar o tráfego dos sites e redes sociais, bem como ampliar seu posicionamento de marca.

Invista em anúncios

O tráfego orgânico é aquele que indica que o cliente chegou até seu site e redes sociais de forma espontânea. Mas, nem sempre esses acessos são satisfatórios, então é interessante também anunciar suas publicações mais relevantes.

As dicas de marketing digital para médicos, neste sentido, é apostar em mídias pagas no Google Ads e Meta Ads. Tome cuidado para direcionar este tipo de divulgação para o público certo, o que aumentará a conversão e reduzirá seus gastos.

Quer receber novas dicas e saber sobre a abertura de novos treinamentos médicos? Siga nosso perfil no Instagram!

O Centro de Desenvolvimento em Medicina (CDM) é uma nova marca de treinamentos para profissionais da saúde. Aqui no CDM você pode avaliar os cursos de especialização para Médicos com matrículas abertas e iniciar já a sua formação no tema escolhido.

Em alta

O que é esclerose subcondral?

Doutor, você já ouviu a falar sobre a Esclerose Subcondral? Ela é uma doença óssea muito comum. Mas, você sabe como diagnosticá-la? Entenda!

Ler matéria

Quais são os 4 tipos de hipersensibilidade?

Considerada como um distúrbio, a hipersensibilidade pode ocasionar diversos danos graves ao seu paciente. Confira os 4 principais tipos!

Ler matéria

Quais são os planos de delimitação do corpo humano?

Você sabia que o corpo humano é referenciado de acordo com três planos mutuamente ortogonais? Confira quais são os planos de delimitação!

Ler matéria

O que é arritmia supraventricular isolada?

A Arritmia Supraventricular Isolada é uma condição cardíaca que afeta o ritmo do coração e suas variações. Conheça os riscos e tratamentos!

Ler matéria

Como coletar gasometria arterial?

Está com dúvida de como coletar a gasometria arterial? Ela é realizada por meio da punção na artéria do paciente. Saiba dominar essa técnica!

Ler matéria

Quais doenças o exame FAN detecta e quando solicitar ao paciente?

Feito a partir da análise de uma amostra de sangue do paciente o exame FAN ajuda a diagnosticar doenças autoimunes como a lúpus. Saiba mais!

Ler matéria

Outras matérias

O que é arritmia supraventricular isolada

O que é arritmia supraventricular isolada?

A Arritmia Supraventricular Isolada é uma condição cardíaca que afeta o ritmo do coração e suas variações. Conheça os riscos e tratamentos!

Quantas residências um medico pode fazer

Quantas residências um médico pode fazer? Existe um limite?

Está planejando mudar sua especialidade médica? Confira quantas residências um médico pode fazer e se há um limite para essa prática!

Quais são os 4 tipos de hipersensibilidade

Quais são os 4 tipos de hipersensibilidade?

Considerada como um distúrbio, a hipersensibilidade pode ocasionar diversos danos graves ao seu paciente. Confira os 4 principais tipos!

O que é R3

O que é R3? Entenda este conceito na residência médica

Você sabe o que é R3? Trata-se de uma etapa crucial na capacitação de um residente em medicina. Conheça as especializações e a duração!