Residência

Como é a prova de residência médica?

Como é a prova de residência médica

A profissão de médico goza de status comparável ao de poucas outras. A glamourização da atividade tem origens bem antigas, as quais se mantêm firmes por consequência da boa remuneração e especialmente da importância social que a prática médica possui.

O que poucas pessoas consideram são os esforços associados com a conquista do título de médico. A jornada é árdua, começando com o vestibular, o qual segue sendo o mais concorrido em quase todas as instituições de ensino superior do país, públicas ou privadas.

E a batalha não termina aí. Segue-se ao vestibular anos de estudos constantes. Entre treinamentos teóricos e práticos, é certo que os profissionais da medicina dedicam pelo menos uma década de suas vidas para conseguir dar os primeiros passos na carreira.

Após a conclusão da universidade, aqueles que desejam atuar profissionalmente precisam cumprir um programa de residência médica que terá duração de acordo com a especialização desejada. Esta etapa traz grandes desafios já na fase de seleção!

Por causa disso, muitos formandos já buscam informações sobre como é a prova de residência médica para se prepararem, de forma antecipada, para os desafios que vão surgir quando conquistarem o diploma universitário. Se este é o seu caso, nós vamos ajudá-lo!

O que é a residência médica?

Quando falamos sobre etapas posteriores à graduação, é importante citar a residência médica. Ao contrário do que algumas pessoas acreditam, ela não é um elemento obrigatório para a obtenção do diploma, embora seja esperada dos melhores profissionais.

A residência médica funciona como uma forma de pós-graduação e pode ser realizada por todos aqueles que concluíram o curso e desejam se especializar e atuar de maneira prática no cotidiano de hospitais. Naturalmente, a atividade é supervisionada e remunerada.

No Brasil, a residência médica foi instituída por decreto em setembro de 1977 e é gerenciada pelo Ministério da Educação (MEC). Apesar disso, o seu regimento é determinado pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM).

Apesar de estar disponível para todos aqueles que possuem um diploma médico, a residência envolve um processo seletivo. Como tal, ele funciona com inscrição e eliminação de candidatos, o que exige outro momento de dedicação por parte daqueles que optam por esta especialização.

Como realizar a residência médica?

Ingressar em uma residência médica é um processo que se dá por meio de um concurso público. É preciso estar atento para a abertura de editais e realizar a inscrição durante o período estabelecido. A partir daí, o candidato obterá um calendário dos próximos passos.

Como esperado, o concurso público para residência médica é bastante concorrido. A principal etapa é a prova, a qual conta sempre com questões de múltipla escolha, mas que, às vezes, também inclui perguntas dissertativas. Posteriormente há a análise de currículo e entrevista.

É importante notar que não basta apenas saber como é a prova de residência médica, mas estudar bem o edital do processo seletivo. Algumas instituições exigem experiência prática prévia comprovada. Por isso, ao definir a sua área de interesse, estude todos os detalhes da seleção para se preparar melhor!

Aprenda como é a prova de residência médica

Após a inscrição para uma residência médica, a prova costuma ser a primeira fase (e geralmente a mais difícil). Processos seletivos difíceis não são algo novo para os profissionais da medicina, mas não se deve menosprezar o quão concorridos esses concursos são.

Provas teóricas existem em todos os casos, mas em alguns pode também haver uma avaliação prática. Os exames sobre teoria funcionam com questões de múltipla escolha, similar a um vestibular. O nível de dificuldade das perguntas varia entre simples, médias e difíceis.

Na maioria das vezes, a prova de residência médica é composta por 100 questões, divididas em cinco tópicos:

  • Medicina interna;
  • Cirurgia;
  • Pediatria;
  • Ginecologia;
  • Medicina preventiva.

Embora mais raro, é possível também existir questões dissertativas na prova.

É bastante comum que algumas das questões sejam interdisciplinares (ou seja, envolvem mais de um tópico). Conceitos de medicina preventiva em crianças, por exemplo, necessariamente estarão incluindo conhecimentos relacionados com a pediatria.

No caso dos exames que contam com uma prova prática de residência médica, ela é feita sob a supervisão de uma banca julgadora. Nessas ocasiões, os candidatos são expostos a casos clínicos reais e devem realizar atividades médicas enquanto são avaliados de acordo com suas habilidades.

Outros detalhes sobre a prova teórica de residência médica

Ao contrário da maioria dos concursos públicos, as provas para uma residência médica têm um preço bastante elevado. Valores próximos dos 500 reais são comuns, podendo, em alguns casos, passar de 1000 reais. E esse é somente o custo da inscrição, sem garantias de passar.

Somado a isso, a escassez de vagas faz com que candidatos tentem concursos para cidades (ou até mesmo estados) diferentes daquelas em que residem, o que acrescenta outro custo. Tudo isso sem falar da rotina intensa de estudos. Estes elementos aumentam a importância de saber como é a prova de residência médica e preparar-se para este desafio.

Por último, é muito importante que candidatos interessados em realizar uma residência médica façam uma pesquisa prévia sobre a instituição na qual estão tentando ingressar. Consultar exames anteriores e a experiência de quem os realizou é bastante indicado.

Como você pode perceber nas explicações sobre como é a prova de residência médica, ela apresenta um desafio ainda maior do que os já previamente enfrentados pelos formados na área. Apesar disso, ela carrega prestígio e uma importância ímpar para a atuação profissional dos médicos brasileiros.

Se você está se preparando para um processo seletivo de residência médica, temos uma boa notícia. O Centro de Desenvolvimento em Medicina (CDM) desenvolveu um curso preparatório para capacitar profissionais de todo o país. Não fique de fora!

O curso preparatório para Residência Médica conta com simulados, questões comentadas, apoio de médicos especialistas, conteúdo 100% digital e atualizado conforme os últimos editais do país, e uma metodologia própria de estudo estratégico. Invista no seu futuro profissional!

Você pode seguir nossos perfis no Instagram e no LinkedIn e acompanhar nossos conteúdos especiais.

Em alta

O que é esclerose subcondral?

Doutor, você já ouviu a falar sobre a Esclerose Subcondral? Ela é uma doença óssea muito comum. Mas, você sabe como diagnosticá-la? Entenda!

Ler matéria

Quais são os 4 tipos de hipersensibilidade?

Considerada como um distúrbio, a hipersensibilidade pode ocasionar diversos danos graves ao seu paciente. Confira os 4 principais tipos!

Ler matéria

Quais são os planos de delimitação do corpo humano?

Você sabia que o corpo humano é referenciado de acordo com três planos mutuamente ortogonais? Confira quais são os planos de delimitação!

Ler matéria

O que é arritmia supraventricular isolada?

A Arritmia Supraventricular Isolada é uma condição cardíaca que afeta o ritmo do coração e suas variações. Conheça os riscos e tratamentos!

Ler matéria

Como coletar gasometria arterial?

Está com dúvida de como coletar a gasometria arterial? Ela é realizada por meio da punção na artéria do paciente. Saiba dominar essa técnica!

Ler matéria

Quais doenças o exame FAN detecta e quando solicitar ao paciente?

Feito a partir da análise de uma amostra de sangue do paciente o exame FAN ajuda a diagnosticar doenças autoimunes como a lúpus. Saiba mais!

Ler matéria

Outras matérias

Quais são os tipos de epilepsia

Quais são os tipos de epilepsia?

Uma das funções do especialista em neurologia é diagnosticar e orientar o melhor tratamento ao seu paciente com epilepsia. Entenda os tipos!

Paciente com marcapasso pode fazer tomografia?

Paciente com marca-passo pode fazer tomografia? Descubra agora!

Alguns exames como Raio X e tomografia podem ser realizados sem restrições pelos pacientes com marca-passo. Confira as principais orientações!

diferença entre internato e residência

Qual é a diferença entre internato e residência?

Você conhece as distinções entre o internato e a residência médica? Uma das etapas acontece durante o curso de medicina, enquanto a outra…

O que é esclerose subcondral

O que é esclerose subcondral?

Doutor, você já ouviu a falar sobre a Esclerose Subcondral? Ela é uma doença óssea muito comum. Mas, você sabe como diagnosticá-la? Entenda!