Carreira

Como é a prova de título de medicina intensiva? Veja como se preparar!

Como é a prova de titulo medicina intensiva

A medicina intensiva é a área que trata o paciente que está em estado crítico, normalmente internado em UTIs. O objetivo da especialidade é proporcionar atendimento aprimorado, algo favorecido pela modernização dos equipamentos disponíveis.

Para atuar nesta área, é necessário passar por uma formação específica. Por isso, neste artigo vamos explicar como é a prova de título de medicina intensiva.

Da mesma forma que outras especialidades, a atuação na medicina intensivista, como também é chamada, exige que o profissional conclua um curso de especialização. Aliás, esta é uma das carreiras mais valorizadas, graças à preparação do médico durante a formação, bem como a complexidade da rotina.

Inicialmente, além da graduação médica, o profissional deve ser aprovado por dois programas de residência médica, como veremos adiante.

O segundo caminho é o Programa de Especialização em Medicina Intensiva (PEMI), credenciado pela AMIB. Veja detalhes sobre cada um e o que cai nessa prova!

Em meio a correria do dia a dia, você pode chegar à prova de residência mais preparado com o Intensivo R1 do Centro de Desenvolvimento em Medicina. Trata-se de um curso preparatório desenvolvido para quem deseja atuar em UTIs.

Como exercer a medicina intensiva?

Antes de falarmos como é a prova de título de medicina intensiva, vamos entender um pouco sobre a área.

O primeiro caminho para exercer essa especialidade é pela residência médica. Em primeiro lugar, é preciso cursar dois anos em uma das seguintes áreas:

  • Cirurgia Geral;
  • Clínica Médica;
  • Infectologia;
  • Anestesiologia;
  • Neurologia.

Em seguida, deve-se cursar a residência em medicina intensiva, uma capacitação que tem a primeira formação como pré-requisito. Desta forma, o graduado deve estudar por mais quatro anos para ter a especialização desejada.

Por outro lado, a pessoa pode optar, ainda, pelo programa de especialização credenciado à Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB).

Neste caso, o profissional fará uma pós-graduação que, ao final, o levará a um teste para conseguir a sua aprovação. Por causa disso, é muito importante que os interessados saibam como é a prova de título de medicina intensiva.

Passados todos os processos, o especialista estará apto a atuar em Unidades de Terapia Intensiva.

Como é a prova de título de medicina intensiva?

A princípio, o futuro médico intensivista passa pela prova assim que termina os quatro anos de especialização. Caso aprovado, ele terá o seu título reconhecido pelo Conselho Regional de Medicina (CRM) para exercer a profissão.

Como é e o que cai nesse ‘teste’ tão importante? Antes de mais nada, é interessante pontuar que, junto à AMIB, a pessoa pode se especializar tanto em medicina intensiva para adulto quanto pediátrica, além de enfermagem (caso tenha a respectiva graduação).

Logo, saber como é a prova de título de medicina intensiva vai depender da especialidade desejada. De modo geral, o processo de avaliação é composto pelas etapas teórica, prática e análise curricular.

A prova teórica tem 90 questões de múltipla escolha, enquanto a prática consiste na avaliação de habilidades, atitudes e competências.

São utilizados casos clínicos e avaliações em estações de simulações práticas, baseadas em situações cotidianas e clínicas. As respostas finais devem ser registradas pelo tablet recebido durante a avaliação.

A respeito do conteúdo, cai tudo aquilo que o candidato estuda durante a especialização. Ou seja, diagnóstico e interpretação de dados, ressuscitação, condição de falência de órgãos, intervenções, cuidados terminais, controle de doenças, entre outros conhecimentos.

Em cada edital, o interessado tem acesso a uma lista de referências bibliográficas. Nela, há publicações a serem estudadas para a prova. Por exemplo, resoluções da Anvisa, diretrizes de admissão e alta, manejo do tétano acidental, bem como o  Programa de Formação orientado por Competência em Medicina Intensiva.

Entretanto, vale ressaltar que, no caso da medicina intensiva pediátrica, o processo seletivo é composto apenas pelas provas teóricas e práticas.

A primeira é composta por 70 questões de múltipla escolha abordando Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal. Já a prática avalia situações de:

  • Ventilação mecânica e vias aéreas;
  • Neonatologia;
  • Acesso vascular;
  • Parada cardiorrespiratória.

Como você está aprendendo aqui como é a prova de título de medicina intensiva, saiba que é necessário ter conhecimento sobre sistemas cardiocirculatório, respiratório, neurológico, sepse e gastrointestinal.

Informações pertinentes a conteúdos e editais podem ser consultadas pelo site da AMIB.

Como é o mercado de trabalho do médico intensivista?

Bom, agora que você já sabe como é essa prova, vale consultar como é o mercado de trabalho para a área. Trata-se de uma carreira altamente valorizada. Entretanto, ao ingressar, a pessoa deve ter ciência da jornada exaustiva e complexa, que pode ter muitos plantões.

O médico intensivista pode atuar tanto em hospitais públicos quanto privados, bem como exercer cargos públicos e acadêmicos. Quanto à remuneração, ela varia conforme experiência, local de trabalho e até o número de plantões. Em média, inicia em aproximadamente R$ 10,3 mil e chega a mais de R$ 17 mil, com base em dados de 2023.

Em suma, a carreira é exercida por profissionais habilitados que passam por um rígido programa de especialização. Esta é encerrada pela prova de títulos em medicina intensiva, validando a atuação nas áreas adulta ou pediátrica. Nela, o candidato passa por testes práticos e teóricos, abordando o conteúdo que foi estudado.

Este conteúdo em que explicamos como é a prova de título de medicina intensiva foi criado pela redação do Centro de Desenvolvimento em Medicina (CDMED), uma nova marca de treinamentos para profissionais da saúde.

Aqui no CDMED você pode avaliar os cursos de especialização para Médicos com matrículas abertas e iniciar já a sua formação no tema escolhido.

Em alta

O que é esclerose subcondral?

Doutor, você já ouviu a falar sobre a Esclerose Subcondral? Ela é uma doença óssea muito comum. Mas, você sabe como diagnosticá-la? Entenda!

Ler matéria

Quais são os 4 tipos de hipersensibilidade?

Considerada como um distúrbio, a hipersensibilidade pode ocasionar diversos danos graves ao seu paciente. Confira os 4 principais tipos!

Ler matéria

Quais são os planos de delimitação do corpo humano?

Você sabia que o corpo humano é referenciado de acordo com três planos mutuamente ortogonais? Confira quais são os planos de delimitação!

Ler matéria

O que é arritmia supraventricular isolada?

A Arritmia Supraventricular Isolada é uma condição cardíaca que afeta o ritmo do coração e suas variações. Conheça os riscos e tratamentos!

Ler matéria

Como coletar gasometria arterial?

Está com dúvida de como coletar a gasometria arterial? Ela é realizada por meio da punção na artéria do paciente. Saiba dominar essa técnica!

Ler matéria

Quais doenças o exame FAN detecta e quando solicitar ao paciente?

Feito a partir da análise de uma amostra de sangue do paciente o exame FAN ajuda a diagnosticar doenças autoimunes como a lúpus. Saiba mais!

Ler matéria

Outras matérias

O que é arritmia supraventricular isolada

O que é arritmia supraventricular isolada?

A Arritmia Supraventricular Isolada é uma condição cardíaca que afeta o ritmo do coração e suas variações. Conheça os riscos e tratamentos!

Como funciona a residência médica

Como funciona a residência médica?

Você sabia que a residência médica é considerada uma modalidade de pós-graduação? Entenda como ela funciona e escolha sua especialização!

Reações de hipersensibilidade

Resumo de reações de hipersensibilidade – tipos e classificações

Entender as reações de hipersensibilidade é essencial para profissional da medicina. Ela o auxiliará na prática diária com seus pacientes!

Questões de prova de residência médica

Treine com questões de prova de residência médica

Pretende ser aprovado na residência médica? Conheça as áreas da medicina que mais caem na prova e comece a treinar com 6 questões. Confira!